quarta-feira, 8 de junho de 2016

Exercícios sobre orações subordinadas reduzidas


1) (F. São Judas Tadeu - SP) Leia os períodos abaixo:
   I. Estando em boa fase, não fez grande partida.
   II. Não veio por estar  muito ocupado.
   III. Feitas as ressalvas, encerramos a reunião.

As orações em destaque apresentam, respectivamente, as seguintes circunstâncias:
a)  condição/consequência/finalidade
b) concessão/explicação/proporcionalidade
c) proporcionalidade/causa/concessão
d) condição/consequência/tempo
e) concessão/causa/tempo

2) (FATEC - SP) A oração destacada está em forma reduzida de infinitivo:
"Apesar de só dizer a verdade, não lhe deram crédito."

Assinale a alternativa em que ela aparece desenvolvida de forma correta.
a) Apesar que só dizia a verdade, não lhe deram crédito.
b) Apesar que só dissesse a verdade, não lhe deram crédito.
c) Visto que só dizia a verdade, não lhe deram crédito.
d) Embora só dissesse a verdade, não lhe deram crédito.
e) Mesmo dizendo a verdade, não lhe deram crédito.

3) Transforme a oração reduzida de infinitivo numa oração desenvolvida:

a) É necessário perdoar as injúrias. → É necessário que se perdoe.
b) É útil estudar as lições.
c) É preciso respeitar a velhice.
d) É mister prevenir os abusos.
e) é indispensável cultivar os campos.
f) Cumpre saudar as pessoas conhecidas.

4) As orações em destaque são substantivas reduzidas de infinitivo. Numere-as , de acordo com o indicado:
   (1) subjetiva           
   (2) objetiva direta   
   (3) objetiva indireta
   (4) completiva nominal            
   (5) predicativa                          
   (6) apositiva                               

(   ) Aconselharam-me a desfazer o noivado.
(   ) Todos conheciam a mania de Laura: empenhar joias.
(   ) Depende de V. Sa. libertar esses presos.
(   ) Um de seus passatempos é colecionar selos.
(   ) Parti com a doce esperança de encontrar meu amor.
(   ) Lamento ter perdido essa oportunidade.

5) Classifique as orações reduzidas de gerúndio:

a) Aumentando-se a produção, a exportação crescerá.
b) Vendo-se perdido, o toureiro gritou por socorro.
c) Chegando ao alto da árvore, sacudiu-as fortemente.
d) Matou as formigas esmagando-as com o calcanhar.

6) Classifique as orações adverbiais reduzidas de infinitivo:

a) Não podia demorar-me, sob pena de perder o avião.
b) Retirei-me discretamente, sem ser percebido.
c) É difícil curar um mal sem lhe conhecer as causas.
d) Ao clarear o dia, descemos da montanha.
e) Não pude viajar por ter perdido o dinheiro.
f) Tirou o cachimbo da boca a fim de poder falar
g) Apesar de ser mais fraco, Davi matou Golias.

7) Classifique as orações reduzidas de particípio:

a) Terminado o almoço, comentamos as notícias do dia.
b) Ofendido pelo empregado, o patrão descontrolou-se.
c) Mesmo picado por uma jararaca, o novilho não morreu.
d) Instituída a pena de morte, o crime diminuiria?

8) Assinale a única alternativa que não apresenta oração adjetiva reduzida.

a) A estrada a ser construída pelo governo terá 500 km de extensão.
b) O menino trouxe a gaiola, feita na véspera pelo pai.
c) Incubiram-me de apascentar um rebanho de ovelhas.
d) Ouvimos a voz da araponga cortando o silêncio da mata.
e) Ernesto não era homem de levar desaforo para casa.

9) Sublinhe as orações reduzidas e classifique-as:
a) Espero tomar uma decisão ainda hoje.
b) Ele tinha interesse em marcar mais pontos.
c) Havia muitas pessoas trabalhando no campo.
d) Foi o último a sair.
e) É necessário convencer meu pai.
f) Andando depressa, chegará mais cedo.
g) Terminado o jogo, os homens voltaram para casa.
h) Foram punidas, por falarem muito.
i) Sem estudar, não será aprovado.
j) Sabendo que seria preso, ainda assim saiu na rua.





Gabarito:
1) E
2) D

3) 
b) É útil que se estudem as lições.
c) É preciso que se respeite a velhice.
d) É mister que se previnam os abusos. 
e) É indispensável que se cultivem os campos.

f) Cumpre que se saúdem as pessoas conhecidas.

4) 3 - 6 - 1 - 5 - 4 -2

5) 
a) condicional
b) causal
c) temporal
d) modal

6) 
a) consecutiva
b) modal
c) condicional
d) temporal
e) causal
f) final
g) concessiva

7) 4 - 1 - 2 - 3

8) C

9)
a) Espero tomar uma decisão ainda hoje.
    Subordinada substantiva objetiva direta, reduzida de infinitivo
b) Ele tinha interesse em marcar mais pontos.
    Subordinada substantiva completiva nominal, reduzida de infinitivo
c) Havia muitas pessoas trabalhando no campo.
    Subordinada adjetiva restritiva, reduzida de gerúndio
d) Foi o último a sair.
    Subordinada adjetiva restritiva, reduzida de infinitivo

e) É necessário convencer meu pai.
    Subordinada substantiva subjetiva, reduzida de infinitivo 
f) Andando depressa, chegará mais cedo.
    Subordinada adverbial condicional, reduzida de gerúndio.
g) Terminado o jogo, os homens voltaram para casa.
    Subordinada adverbial temporal, reduzida de particípio
h) Foram punidas, por falarem muito.
    Subordinada adverbial causal, reduzida de infinitivo
i) Sem estudar, não será aprovado.
    Subordinada adverbial condicional, reduzida de infinitivo
j) Sabendo que seria preso, ainda assim saiu na rua.
    Subordinada adverbial concessiva, reduzida de gerúndio



sexta-feira, 3 de junho de 2016

Orações subordinadas adverbiais reduzidas


Outros exemplos:
Orações adverbiais reduzidas de infinitivo:
   Apesar de estar machucado, continua jogando bola.
   (oração subordinada adverbial concessiva, reduzida de infinitivo)
  
   Sem estudar, não passarão.
   (oração subordinada adverbial condicional, reduzida de infinitivo)
   
   Ela passou mal, de tanto comer balas.
   (oração subordinada adverbial causal, reduzida de infinitivo)
   
   Os turistas chegaram a fim de conhecer a cidade.
   (oração subordinada adverbial final, reduzida de infinitivo)
   
   Aquela cena o chocou a ponto de lhe tirar o sono.
   (oração subordinada adverbial consecutiva, reduzida de infinitivo)
   
   Pense muito bem, antes de tomar qualquer decisão.
   (oração subordinada adverbial temporal, reduzida de infinitivo)

Orações adverbiais reduzidas de gerúndio:
   Chegando lá, avise-me.
   (oração subordinada adverbial temporal, reduzida de gerúndio)
  
   Mesmo correndo, não o alcançou.
   (oração subordinada adverbial concessiva, reduzida de gerúndio)
   
   Estudando, você aprenderá em pouco tempo. 
   (oração subordinada adverbial condicional, reduzida de gerúndio)
   
   Estando adoentado, não saí de casa. 
   (oração subordinada adverbial causal, reduzida de gerúndio) 

Orações adverbiais reduzidas de particípio: 
   Abertas as portas, entraram as visitas.
   (oração subordinada adverbial temporal, reduzida de particípio)

   Mesmo oprimidos, não cederam.
   (oração subordinada adverbial concessiva, reduzida de particípio)

  Concluído o trabalho, sairia.
   (oração subordinada adverbial condicional, reduzida de particípio)

  Surpreendidos pela chuva, correram para casa.
  (oração subordinada adverbial causal, reduzida de particípio)

  

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Orações subordinadas adjetivas reduzidas



 Para ficar mais fácil:

Os tolos são os primeiros que acreditam em fofocas maldosas.      
(Oração subordinada adjetiva restritiva./ desenvolvida, pois apresenta o pronome relativo "que" + o verbo flexionado)

Os tolos são os primeiros a acreditarem em fofocas maldosas.
(Oração subordinada adjetiva restritiva, reduzida de infinitivo./Não possui o pronome relativo e o verbo está no infinitivo.)

Nós, que estávamos amedrontados por aquela ameaça, freamos bruscamente o carro.

(Oração subordinada adjetiva explicativa,/desenvolvida, pois apresenta o pronome relativo "que" + verbo flexionado)
Nós, amedrontados por aquela ameaça, freamos bruscamente o carro.

(Oração subordinada adjetiva explicativa, reduzida de particípio)

Ouvi um rapaz que gritava.
(Oração subordinada adjetiva restritiva/desenvolvida, pois apresenta pronome relativo "que" + verbo flexionado) 
Ouvi um rapaz gritando.
(Oração subordinada adjetiva restritiva, reduzida de gerúndio)

terça-feira, 31 de maio de 2016

Orações desenvolvidas X Orações reduzidas


    Mais exemplos:

   É preciso que trabalhemos muito.  
                            (desenvolvida/conjunção + verbo flexionado)

   É preciso trabalhar muito. (reduzida/verbo no infinitivo)


   Quando terminou o teste, voltou para casa.
   (desenvolvida/conjunção + verbo flexionado)
   Terminado o teste, voltou para casa. (reduzida/verbo no particípio)

   Se precisares, conta comigo. (desenvolvida/ conjunção + verbo flexionado)
   Precisando, conta comigo. (reduzida/verbo no gerúndio)

   Ele via a criança que chorava. 
                                             (desenvolvida/pronome relativo + verbo flexionado)
   Ele via a criança chorando. (reduzida/verbo no gerúndio)

domingo, 15 de maio de 2016

Formas nominais do verbo



  As formas nominais são assim chamadas porque podem desempenhar funções próprias de nomes (substantivos, adjetivos ou advérbios. Confuso? Que nada! 
  O infinitivo pessoal não faz referência a nenhuma pessoa, não admitindo sujeito. Pode ter função de substantivo. Observe:
     Recordar é viver.
     A recordação é vida. 

   No caso, o verbo no infinitivo "recordar" equivale ao substantivo "recordação". Viu como é fácil?!
   Já o infinitivo pessoal refere-se a um sujeito, uma das pessoas gramaticais. Por ser tão parecido com o futuro do subjuntivo, aparece a confusão. Para diferenciá-lo, as orações com infinitivo pessoal, geralmente, são iniciadas por preposição (a, de, por...), indicando significado declarativo. 
    Exemplo:
    Trouxe alguns livros para eles lerem.
    Note que o verbo ler refere-se a 3ª pessoa do plural, e é antecedido pela preposição "para".
   O infinitivo pessoal é confundido com o futuro do subjuntivo devido às suas terminações. (para eu ler, para tu leres, para ele ler, para nós lermos, para vós lerdes, para eles lerem)

   O gerúndio desempenha a função de advérbio ou adjetivo. Como verbo indica um processo incompleto, prolongado, durativo.
    Essa forma verbal pode ser usada para expressar uma ação em curso (No momento, Alan está estudando.), uma ação anterior 
(Terminando a atividade, ele foi ao clube.), uma ação posterior (Andou, andou, sumindo no fim da rua.), uma ação simultânea a outra (O professor escreveu no quadro explicando o conteúdo).
   O gerúndio também pode estar combinado com os auxiliares estar, andar, ir, vir, marcando uma ação durativa.
     Exemplo: O mundo está mudando.
                      Andei estudando muito. 

   O particípio se assemelha a um adjetivo, variando em gênero e número, representa uma ação concluída.
   O particípio é visto como mero adjetivo quando caracteriza um substantivo. Por outro lado, se puder ser desenvolvido em oração, podemos encarar também como verbo no particípio.
    Exemplos: Terminado o julgamento, o réu foi absolvido.
                                 Ela estava apaixonada pelo seu melhor amigo.
                    Pessoas que são estudadas podem ter um caminho de sucesso. 


 

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Formação do Modo Imperativo



   O modo imperativo expressa ordem, pedido, convite, conselho.
   Observe que o verbo no imperativo  não é conjugado na 1ª pessoa do singular (eu), isto porque ninguém dá ordens ou conselhos a si mesmo.
   O imperativo afirmativo deriva do presente do indicativo e do presente do subjuntivo. A 2ª pessoa do singular e a 2ª pessoa do plural são retiradas do presente do indicativo sem o -s final:
      tu amas   ama tu; 
      vós amais amai vós
    As demais pessoas são retiradas do presente do subjuntivo:
     que ele ame   ame você
     que nós amemos amemos nós
     que eles amem    amem vocês

   O imperativo negativo é retirado do presente do subjuntivo: 
    que tu ames não ames tu
    que ele amenão ame você
    que nós amemosnão amemos nós
    que vós ameisnão ameis vós
    que eles amem não amem vocês

 
 

terça-feira, 19 de abril de 2016

a gente X agente


Tempos do modo subjuntivo


     O presente do subjuntivo deriva do presente do indicativo: forma-se a partir do radical da 1ª pessoa do singular do presente do indicativo, acrescentando-se uma desinência de modo e tempo que será "e" para a 1ª conjugação e "a" para as 2ª e 3ª conjugações; depois acrescentam-se as desinências número-pessoais normalmente.
                
Presente do indicativo          →      Presente do subjuntivo

      eu estudo                                        eu estude             
      tu estudas                                       tu estudes
      ele estud                                      eles estude
      nós estudamos                               nós estudemos
      vós estudais                                   vós estudeis
        eles estudam                                 eles estudem

     eu vendo                                         eu venda
     tu vendes                                        tu vendas
     ele vende                                        ele venda
     nós vendemos                                nós vendamos
     vós vendeis                                    vós vendais
     eles vendem                                   eles vendam

    eu part                                         eu parta
    tu partes                                         tu partas
    ele parte                                         ele parta
    nós partimos                                  nós partamos
    vós partis                                       vós partais
    eles partem                                    eles partam  

O pretérito imperfeito do subjuntivo deriva do pretérito perfeito do  indicativo: forma-se a partir do tema (radical + vogal temática) da 2ª pessoa do singular seguido da desinência modo-temporal -sse; depois acrescentam-se as desinências número-pessoais normalmente.

     
Pretérito perfeito     →            Pretérito imperfeito do subjuntivo
 (indicativo)

tu estudaste (2ª pessoa do singular)           eu estudasse
                                                          tu estudasses
                                                          ele estudasse
                                                          nós estudássemos
                                                          vós estudásseis
                                                          eles estudasse

tu vendeste (2ª pessoa do singular)          eu vendesse
                                                        tu vendesses
                                                        vendesse
                                                        vendêssemos
                                                        vendêsseis
                                                        vendesse

tu partiste  (2ª pessoa do singular)            eu partisse
                                                        tu partisses
                                                        ele partisse
                                                        nós partíssemos
                                                        vós partísseis
                                                        eles partissem

O futuro do subjuntivo deriva do pretérito perfeito do modo indicativo: forma-se a partir do tema (radical + vogal temática) da 2ª pessoa do singular do pretérito perfeito do modo indicativo seguido da desinência "r"; depois acrescentam-se as desinências número pessoais.
 
Pretérito perfeito/indicativo         →       Futuro do subjuntivo


 tu estudaste  2ª pessoa do singular                             eu estudar 
                                                                            tu estudares 
                                                                            eles estudar
                                                                            nós estudarmo
                                                                            vós estudardes 
                                                                            eles estudarem

tu vendeste  2ª pessoa do singular                             eu vender 
                                                                          tu venderes 
                                                                          ele vender 
                                                                          nós vendermos 
                                                                          vós venderdes 
                                                                          eles venderem.

tu partiste 2ª pessoa do singular                                eu partir 
                                                                         tu partires 
                                                                         ele partir 
                                                                         nós partirmos 
                                                                         vós partirdes 
                                                                         eles partirem.